10 mitos e verdades sobre a Lipoaspiração
10 mitos e verdades sobre a lipoaspiração
25 de June de 2018
Mostrar todos

Como evitar queloides na cirurgia plástica?

Como evitar queloides na cirurgia plástica

Queloide é aquela cicatriz espessa e elevada que ultrapassa os limites da incisão cirúrgica. É um tumor benigno cicatricial, que não é contagioso e nem causa dor, mas incomoda esteticamente. Evitar o aparecimento de queloides não é simples. Por se tratar de tendência genética, não é possível prever ou controlar 100%.

Mas alguns cuidados durante o pós-operatório podem reduzir as chances de queloide como não fazer esforço físico ou pegar peso pelo período recomendado pelo cirurgião. Usar exatamente a pomada prescrita é fundamental, pois cada tipo de cicatriz exige uma pomada específica. Por exemplo, usamos pomadas com corticoides que inibem o estímulo e a produção de colágeno, pomadas de gel de silicone, normalmente, em regiões onde existe dificuldade de usar fitas de silicone, entre outros.

Usar corretamente a malha cirúrgica e a fita de silicone, também diminuem os riscos do aparecimento de queloide. É que a compressoterapia reduz o fluxo sanguíneo e também inibe a produção de colágeno.

Como saber se tenho queloide?

A cicatriz geralmente é alta, endurecida, algumas são escuras e se estende além dos limites da incisão cirúrgica. Mas é necessário sempre a avaliação de um médico especialista para o diagnóstico correto.

Infelizmente não existe um tratamento 100% eficaz para a queloide, afinal, se trata de uma característica genética do paciente. Mas é possível fazer infiltração com corticoide em lesões pequenas e na fase inicial para diminuir o tamanho da cicatriz e a irritação. Também pode ser feita ressecção cirúrgica e betaterapia, aplicando radiação no local.

Comments are closed.

Compartilhe com um amigo(a)










Enviar